Publicidade

Fomo Day

Com tanto conteúdo, nenhum canal da imprensa ou rede social realmente consegue cobrir as notícias de todas as áreas


8 de janeiro de 2019 - 14h12

É véspera da CES 2019, e por ser minha primeira vez no evento, tenho buscado entender como poderei aproveitá-lo melhor. Baseado nos números do ano passado, estimaram que serão mais de 180 mil participantes de 150 países; 4,5 mil empresas presentes; e 250 sessões de conteúdos diversos.

Além disso, a CES é reconhecida como um dos maiores eventos de startups do mundo, inclusive com um parque dedicado, e espalhado em três localidades: Eureka Park.

Com tanto conteúdo, nenhum canal da imprensa ou rede social realmente consegue cobrir as notícias de todas as indústrias/áreas, e o Fomo (Fear Of Missing Out, ou medo de estar perdendo algo) é grande.

Por outro lado, não faltam resumos com as novidades mais esperadas. As mais citadas são: automobilística (carros autônomos, voadores), TVs (com altíssima resolução, telas flexíveis, integradas à smart home), smart devices (celulares, eletrodomésticos, dispositivos vestíveis), e IoT++ (Smart Cities, Industry X.0, Edge Computing). Saúde, Entretenimento, Gaming, ESports, 3D/4D Printing, Marketing e tracks de tecnologia (Blockchain, AI, AR/VR) também são destaque.

AI first
AI deve ser a maior estrela da CES, seja por ter atingido maturidade, seja por ser um tema sexy para nós, consumidores.

Dois Keynote speakers vão focar em AI – é esperado que eles mostrem como as grandes empresas estão mudando suas estratégias para abraçar AI como parte do seu core business.
Serão apresentados vários casos de utilização de AI em Smart Cities – desde reconhecimento facial até estradas inteligentes.

Service robot Sophia (crédito: divulgação)

Após eu me inscrever na CES e aceitar divulgar o meu perfil pelo app (opt-in), fui procurado por algumas empresas expositoras para marcar conversas. Certamente foi usado algum tipo de algoritmo para nos conectar, mas o mais interessante é que a maioria dessas empresas são de AI – como por exemplo uma empresa chinesa que vai demonstrar um service robot (estilo a Sophia – imagem acima).

Se tiver interesse em saber de mais casos de uso, recomendo essa leitura.

E extended reality?
Estou com uma baita expectativa que cada vez mais produtos de consumidores tenham AR/VR como parte da plataforma de seus lançamentos. Um exemplo recente que vi é esse conceito de “Invisible-to-Visible” da Nissan.

Telas dobráveis para celulares já foram demonstradas no ano passado, mas agora devem existir variações, inclusive usando compósitos de grafeno e potencialmente melhorando a vida útil das baterias.
Veja alguns exemplos “de cair o queixo” do que é esperado dos produtos com grafeno aqui.

Are you CES ready?
E para responder à pergunta da imagem do cabeçalho: “Are you CES ready?”. Provavelmente não, mas com muita ansiedade para conhecer as visões do futuro das maiores empresas de tecnologia do mundo – pelo menos aquelas que eu tiver tempo hábil.

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

Patrocínio