Meio&Mensagem
Publicidade

Austrália lidera ranking de ambiente para inovação

Para ser líder em inovação, as nações devem descartar regras protecionistas e barreiras que limitam a criação de startups


9 de janeiro de 2019 - 6h57

Austrália é a primeira do ranking (Crédito: Jon Tyson/Unsplash)

Todo ano a Consumer Technology Association (CTA) nomeia os países com melhor ambiente para fomentar inovação no relatório International Innovation Scorecard. Este ano, os 16 primeiros colocados foram: Austrália, Canadá, Dinamarca, Estônia, Finlândia, Alemanha, Israel, Luxemburgo, Países Baixos, Nova Zelândia, Noruega, Singapura, Suécia, Suíça, Reino Unido e Estados Unidos.

É a primeira vez que a Alemanha e Israel estão no ranking. A Alemanha chegou na quinta colocação graças ao crescimento e disseminação das telecomunicações e serviços onlines. Já Israel tem mais da metade de sua população em cargos altamente qualificados e tem 4,3% de seu PIB destinado a pesquisa e desenvolvimento.

“Quando se trata de tecnologia e política, eles valorizam os inovadores e disruptivos. Para ser líder em inovação, nações devem descartar regras protecionistas e barreiras que limitam a criação de startups que vão mudar o mundo para melhor”, disse Gary Shapiro, presidente e CEO da CTA.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Alemanha

  • Austrália

  • Canada

  • CES

  • CESnoMM

  • Consumer Technology Association

  • CTA

  • Dinamarca

  • Estados Unidos

  • Estônia

  • Finlândia

  • Israel

  • Luxemburgo

  • Noruega

  • Nova Zelândia

  • Países Baixos

  • Reino Unido

  • Singapura

  • Suécia

  • Suíça

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

Patrocínio