Publicidade

Inovação, tecnologias emergentes, liderança e o acaso (serendipity)

Um mix de líderes de governos e companhias B2B e B2C trouxe uma diversidade que reforça o espírito de inovação da CES.


10 de janeiro de 2019 - 13h49

Inteligência embarcada é uma tendência (crédito: divulgação)

O primeiro dia foi bastante intenso e combinei com o @Daniel Franulovic que iríamos contar partes diferentes do que pudemos experimentar na CES 2019.

No Keynote de abertura, inovação deve ter sido a palavra mais utilizada por todos, principalmente pelo CEO, Gary Shapiro. Inovação foi associada às tecnologias emergentes (Inteligência Artificial, Blockchain, Quantum e IoT para Smart Cities/Smart Devices) e a relevância das mesmas nas maiores empresas do mundo.

Foi curioso descobrir que mais de dez CEOs e líderes de diferentes governos estão participando do evento. Esse mix de líderes de governos e companhias B2B e B2C trouxe uma diversidade que reforça o espírito de inovação da CES.

Serendipity (acaso, em português) foi o que tentamos embraçar quando vimos que seria humanamente impossível ver todos os conteúdos ou estandes. Sendo assim, abrimos mão de assistir as palestras para poder ver gadgets e interagir com os expositores.

Inteligência embarcada – Assistentes virtuais em tudo
Uma tendência bastante forte são os serviços de voz (linguagem natural) em produtos como carros, TVs, óculos, geladeiras, robôs, câmeras, drones etc. As estratégias ainda parecem confusas, pois muitos produtos utilizam plataformas existentes (Alexa, Cortana, Google), enquanto outros (ou até os mesmos) criaram seus próprios assistentes – por exemplo Bixby da Samsung, e MAX da Sony.

Sons inteligentes e colaborativos
Todos os novos modelos de TVs mostraram que possuem AI embarcada, que consegue identificar o conteúdo dos programas para equalizar os sons em tempo real. Algumas SmartTVs utilizam as recomendações dos Apps – por exemplo: recomendação dos filmes da Netflix para mudar o som de acordo com a cena.

AI também é aplicada nos novos modelos de headphones com noise cancelling – que vai além de filtrar barulho, pois pode também enfatizar a voz das pessoas. Sony, Bose, Audio-Technica e Jabra estão trazendo novidades nesse campo, e alguns contam inclusive com assistentes de voz para integrar os fones com celulares (para ligações ou escutar músicas e vídeos).

Outro ponto consistente em vários locais foi a colaboração entre diferentes marcas para trazer experiências melhores – por exemplo, IMAX e DTS; ou NVIDIA e Dolby.

Convergência de tecnologias na geladeira
Além dos assistentes virtuais, alguns eletrodomésticos (como a geladeira ao lado) mostram que a casa do futuro vai possibilitar que a sua dieta, hábitos de compras, calendário da família, acompanhamento da saúde, cuidado dos pets, entre outros, sejam tão intuitivos que a sua geladeira poderá lhe indicar a melhor ação.

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

Patrocínio