Meio&Mensagem
Publicidade

A busca por experiências seamless

Mais do que conhecer todos os produtos lançados, a CES convida a pensarmos além


11 de janeiro de 2019 - 13h40

Uma impressão em especial chamou atenção durante essa semana na CES, a maior convenção de tecnologia e inovação do mundo, que acontece em Las Vegas, nos Estados Unidos. A feira é, na verdade, um convite. Mais do que conhecer todos os produtos lançados, a CES convida a pensarmos além: em como a tecnologia poderá ser cada vez mais útil, acessível e, principalmente, seamless.

Há uma quantidade avassaladora de tech (algumas interessantes, outras nem tanto) pelos corredores da feira e é possível perceber nitidamente que 2019 é o ano dos assistentes virtuais e do 5G. A conferência ofereceu uma grande amostra do que será essa tendência para o ano. Mas, acima dos produtos em si, precisamos considerar como a user experience será mais fluida e bem resolvida.

Levando essa lógica para a mobilidade urbana e futuro das cidades, temas que certamente serão impactados (de maneira positiva) pela tecnologia, como as pessoas desejam se movimentar? Cada trecho pode ter um meio de transporte diferente como resposta mais adequada ao momento vivido, avaliando desejos e necessidades de horários, conforto, segurança e prazer. E deverá fluir espontaneamente entre todos os métodos: do carro, para o transporte público, para a bicicleta, para o scooter, e assim por diante. Garantindo também, por exemplo, que a forma de pagamento siga essa lógica seamless e fácil de ser feita.

O desafio é enorme, não só para a mobilidade urbana, mas para o uso da tecnologia como um todo. Saímos da CES com essa missão clara de que precisamos tornar as experiências – sejam elas em mobilidade ou em qualquer outro segmento – mais seamless, interligadas e agradáveis.

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

Patrocínio