Meio&Mensagem
Publicidade

“O plano de mídia precisa ser desconstruído”

Tomaz Procópio, executivo para a indústria de tecnologia do Google Brasil, aponta a necessidade de entender como a inovação altera a jornada

Luiz Gustavo Pacete
11 de janeiro de 2019 - 6h28

Tomaz Procópio (Crédito: Luiz Gustavo Pacete)

Neste novo mundo apresentado na CES, em que cada experiência e device é uma alteração na jornada do consumidor, não há plano de mídia que se sustente. Para Tomaz Procópio, executivo de negócios para tecnologia do Google Brasil, não é possível continuar assertivo neste contexto sem ter uma nova forma de planejar mídia.

“De todas essas disrupções e comodidades, o desafio não é fazer um plano de mídia, mas sim desconstruir um plano de mídia e entender o comportamento do consumidor neste contexto e somente após isso oferecer algo adaptado”, afirma. Segundo Tomaz, a rotina do consumidor mudou e continuará mudando de tal forma que, a partir de sua interação com a tecnologia, o dia-a-dia do consumo de conteúdo de marca será transformado drasticamente.

Assertividade, precisão e dados serão as premissas para ser relevante neste contexto. “A forma como nos comunicamos e nos aproximamos desse consumidor terá que ser mais inteligente e assertiva”, completa.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Google

  • Inovação

  • Jornada

  • Plano de Mídia

  • Tecnologia

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

Patrocínio