Meio&Mensagem
Publicidade

Quer apostar? Aposto nas startups e em IA!

Ao ver inúmeras startups com soluções inovadoras e famintas por crescer, também ficou claro que existe quantidade e qualidade de soluções


11 de janeiro de 2019 - 14h01

Confesso que não gosto de apostar em cassinos, mas é inegável que existe uma mística aqui em Las Vegas sobre jogos de azar. Para abraçar a cultura local, decidi fazer duas apostas e gostaria de ouvir a sua opinião também.

A primeira aposta é que startups são a evolução natural do mundo de negócios.
Durante o dia no Eureka Park, obviamente não consegui conhecer as mais de 1,2 mil startups de dezenas de países diferentes, porém, ficou claro que esse caminho não tem volta. Não é somente um modismo, mas uma tendência de como vai ser o futuro do trabalho e dos negócios.

Com tanto acesso à tecnologia de ponta, é natural que uma boa ideia, somada à vontade de empreender, vai ter o poder de transformar o mundo! Ao ver inúmeras startups com soluções inovadoras e famintas por crescer, também ficou claro que existe quantidade e qualidade de soluções. E foram tantas coisas incríveis, que dividi com o Daniel Franulovic os comentários dos assuntos que vimos. Veja as novidades que ele destacou aqui.

Nem vou falar de mindset, design thinking, experimentação ou storytelling; mas em probabilidade (cuja teoria das probabilidades também teve origem nos jogos de cartas e dados). E vou usar um exemplo de uma startup chamada Helpicto que desenvolveu um App com imagens (pictogramas) para facilitar a comunicação com pessoas que têm autismo.

Helpicto desenvolveu um App com pictogramas para facilitar a comunicação com autistas (crédito: divulgação)

Na Helpicto, conheci o Franck Depaillat, que é um ex-consultor de inovação que decidiu mudar a carreira para transformar um conceito simples, mas impactante numa solução que pode ajudar milhares (ou até milhões) de pessoas.

Histórias como a do Franck são comuns, e no mesmo dia consegui achar outras três startups com soluções parecidas no Eureka Park AIM Clinics, Auticon e RightEye. Apesar de serem de países diferentes, todas têm uma motivação pessoal, espírito empreendedor, criaram soluções para resolver problemas parecidos e utilizam inteligência artificial para continuar evoluindo.

Com tantos empreendedores dispostos e tecnologias disponíveis, minha aposta é que o futuro vai ser das startups. Se você não trabalha em uma, vai ser parceiro, cliente ou se inspirar nelas.

A outra aposta é que Inteligência Artificial vai ser o novo inglês. Muitos diziam que sem faculdade não seria possível conseguir um bom emprego – isso já não é necessariamente verdade. Depois falavam que sem inglês não seria possível crescer na carreira – com a quantidade de tecnologias para tradução já disponíveis, também vai deixar de ser verdade em breve.

Agora, me responda: Você conhece alguma startup ou grande empresa, que não utiliza IA ou que não pretende utilizar para poder evoluir?

Produtos que possuem ou estão em processo de implementar IA (crédito: divulgação)

Eu selecionei algumas imagens (acima) de fotos que tirei dos produtos de diferentes startups, e todas possuem ou estão em processo de implementar IA em suas soluções.

Podem até existir empresas de sucesso que não utilizam IA, porém, a pergunta seguinte é se elas seriam mais bem-sucedidas se utilizassem. Se uma prótese ou planta podem se beneficiar de IA, qual negócio seria um contraexemplo?

E qual é a sua aposta para o futuro?

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • CES

  • CESnoMM

  • inteligencia artificial

  • startup

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

Patrocínio